10 ótimos Livros sobre pitagoras

Acompanhe  10 mais comprados Livros sobre pitagoras

SaleLivro N. 1
Os versos dourados de Pitágoras
  • Antoine Fabre-D'olivet
  • Publisher: Edipro
  • Edition no. 1 (02/01/2017)
  • Capa comum: 176 pages
SaleLivro N. 3
O livro negro do comunismo
  • Stéphane Courtois, Nicolas Werth, Jean-Louis Panné, Andrzej Paczkowski, Karel Bartosek, Jean-Louis Margolin
  • Publisher: Bertrand Brasil
  • Edition no. 15 (10/07/1999)
  • Capa comum: 918 pages
Livro N. 4
O último teorema de Fermat: A história do enigma que confundiu as mais brilhantes mentes do mundo durante 358 anos
  • Simon Singh
  • Edições Best Bolso
  • eBook Kindle
  • Edition no. 1 (08/15/2014)
  • Português
SaleLivro N. 5
O Caibalion: Estudo da Filosofia Hermética do Antigo Egito e da Grécia
  • Vários Autores
  • Publisher: Pensamento
  • Edition no. 1 (05/30/1978)
  • Capa comum: 128 pages
SaleLivro N. 6
A arte de viver: O manual clássico da virtude, felicidade e sabedoria
  • Epicteto, Sharon Lebell
  • Publisher: Editora Sextante
  • Edition no. 1 (03/26/2018)
  • Capa comum: 144 pages
Livro N. 7
História da filosofia grega - Os pré-socráticos
  • Luciano de Crescenzo
  • Rocco Digital
  • eBook Kindle
  • Português
Livro N. 8
Dezessete equações que mudaram o mundo
  • Ian Stewart
  • Zahar
  • eBook Kindle
  • Português
SaleLivro N. 9
Bhagavad Gita: A Mensagem do Mestre
  • Francisco Valdomiro Lorenz
  • Publisher: Pensamento
  • Edition no. 22 (11/13/2007)
  • Capa comum: 180 pages
Livro N. 10
Pitágoras
  • Carlos Brasilio Conte
  • Publisher: Madras
  • Edition no. 1 (01/01/2008)
  • Capa comum: 180 pages

Conheça mais sobre o tema:

Pitágoras de Samos em grego: Πυθαγόρας ὁ Σάμιος, ou apenas Πυθαγόρας; Πυθαγόρης em grego jônico; c. 570 – c. 495 a.C.) foi um filósofo e matemático grego jônico creditado como o fundador do movimento chamado Pitagorismo.[1] A maioria das informações sobre Pitágoras foram escritas séculos depois que ele viveu, de modo que há pouca informação confiável sobre ele. Nasceu na ilha de Samos e viajou o Egito e Grécia, em 520 a.C. voltou a Samos. Cerca de 530 a.C., mudou-se para Crotona, na Magna Grécia.[2]

—Walter Burkert, 1972[3]